terça-feira, 29 de janeiro de 2008

"Aproveita agora que em janeiro eu vou embora"

Esses dias que me ausentei do blog, desde o dia 22 de janeiro, ou seja, uma semana, tiveram vários motivos. Aliás, um dos motivos foi bastante nobre: a minha formatura na universidade! A programação foi bem variada, com as comemorações começando em plena quarta-feira com um mega churrasco e logo após o professor homenageado pela minha turma levou a gente prum buteco e pagou cerveja e porções das mais variadas. Na quinta-feira rolou a missa (até eu que não tenho lá muito o cosutme de frequentar igrejas marquei presença). Já na sexta foi a colação de grau, que diga-se de passagem é algo de arrepiar o corpo, uma sensação indescritível, fechando a noite com um coquetel que me supreendeu pelo número de pessoas (boca livre aparece até gente que vocÊ nunca viu na vida!). E pra coroar as festividades, no sábado foi o baile de gala que contou com cerca de 3 mil e 500 pessoas que acabou com um piscar de olhos! Nem parece que eu tava na minha cidade, parecia coisa de outro mundo: pratos caros a perder de vista, whisky Red Label, cerveja Bohemia, decoração impecável, todos os homens trajando ternos e até as mulheres mais horrendas conseguiram se passar por bonitinhas (como diz a sabedoria popular, bonitinha é o mesmo que feia com dó) na ocasião. Isso sem falar das que já são belas por natureza...


O outro motivo da minha ausência trata de mais uma travessura do filho do grande oráculo: o oloucomeu foi bloqueado por suspeita de ser um spam blogger (afinal de contas, que merda é essa?) e fiquei a ver navios, inspirado a escrever um belo texto falando sobre a arte de formar e a inspiração foi embora e não escrevi nada, ficando com a calça na mão. E só hoje o editor do blogger foi liberado pra eu voltar a enveredar minhas divagações pelo universo web. Em um claro ataque de falta de modéstia, só posso dizer que quem perde são os assíduos leitores (sic!) do oloucomeu.

Mas já que o assunto é formatura, mencionei que formar na universidade é uma arte. Se não entendeu a minha colocação ou não concorda, primeiro veja meus argumentos. Imagine você passar a sua vida acadêmica inteira (em média 5 anos) andando a pé cerca de 12 km por dia pra chegar até a aula? São 3 de ida pela manhã, 3 de volta na hora do almoço, com mais 3 de ida após o almoço e mais 3 de volta ao final das aulas. Soma tudo e chegamos aos 12 km. Não digo que andava isso todos os dias, mas pode-se colocar uma média de 9 km por dia, 45 km por semana (5 dias), 180 km por mês (20 dias), 720 km por período, e por aí vai... Chegava nas aulas quase sempre atrasado e todo suado pela caminhada, na maioria das vezes embaixo de um sol de 40 graus na cabeça. Mas o visual compensava: quantas lindas mulheres não faziam esse mesmo percurso todos os dias? Pelo menos eu tinha uma motivação pra não desistir da caminhada.

Imagine você agora que todos os dias da semana ainda tinha alguma prática esportiva, seja ela o futebol ou a academia. Além disso, eu namorei durante toda a graduação, também tinha que dar conta de namorar. Sem contar as festas, os bares, estágios, atividades extracurriculares como a minha banda, os meus desenhos, os jogos de poquer, esse maldito blog e por aí vai.

Agora vocês me perguntam: quando eu estudava? Por isso que eu disse que se formar é uma arte, mas que todos nós estudantes somos capazes de aprender e botar em prática, já que quantos de nós, estudantes, não estão pegando o canudo todos os anos? Se você pensa que o seu filhinho ou filhinha, que foi morar longe do conforto de casa pra seguir uma carreira promissora e virar um doutor, advogado ou quem sabe um engenheiro está lá se matando de estudar, te digo que está muito enganado ou enganada! Pode ter certeza que estão naquele buteco copo sujo, ou na casa de algum amigo bebendo cachaça, frequentando festinhas em repúblicas, cervejadas, shows, festas temáticas, viagens, entre muitas outras baladas. Mas não se espante, a vida universitária é assim! Apesar dos pesares, de todas essas "estravagâncias", pode estar certo que um dia a colação de grau do seu filho irá chegar, mesmo que ele tome pau naquela matéria cretina no seu último período de curso e tenha que ficar agarrado só por conta dela mais um semestre inteiro, não se preocupe. Ele não vai chutar o pau da barraca a essa altura do campeonato e te dar tamanho desgosto!

Eu mesmo, nativo que sou, vivendo em casa e comendo a comidinha da mamãe todos os dias (não precisava enfrentar aquela fila imensa do restaurante universitário pra enfrentar aquela gororoba), passei por maus bocados! A maldita álgebra linear me reprovou por 4 vezes! Isso mesmo, 4 vezes a mesma disciplina, que cursei por dois anos e meio sem parar nem pra beber sequer um gole d'água! Mas quando passei foi um choro só, parecia até um sonho quando vi a minha nota e que ter a certeza que tinha sido aprovado! Até paguei cerveja pros amigos que me apoiaram nesse árduo caminho da MAT 137!

A vida universitária é assim, você vai do céu ao inferno em questão de minutos! Quem nunca pegou aquela mulher que tanto sonhou em uma festa, mas no final teve que voltar carregado pelos amigos depois de tanta cachaça? Ou então achar que mandou bem numa prova ou trabalho, mas tem uma "grata" surpresa quando vê que o professor te deu aquela notinha ridícula? Sim, querer bater nesse professor também é normal... Mas não faça isso que você corre o sério risco de ser jubilado!

Então me diga: quando estudamos? Sobra tempo pra estudar? Se você não sabe, artimanhas pra conseguir as aprovações não faltam. Porque quando o desespero bate forte, as colas são o melhor remédio. Conheço umas peças que vivem dessas artimanhas, mas não é sempre que entro em desespero. É claro que os CDF's não se encaixam nessa descrição, pois vivem apenas pra estudar e não vivem os maravilhosos momentos que a vida de graduando proporciona. Esses nerd's nunca pegam os rocks, e quando pegam dão vexame, como por exemplo se mijar de tanto beber ou não ter a coragem de sequer conversar com um ser do sexo oposto (me refiro às mulheres, praqueles que gostam, ou pelo menos pensam que gostam).

É por essas e outras que digo: pegar o canudo (sem piadinhas por favor) sem dúvida é uma arte! É preciso muita garra e dedicação pra chegar ao fim com vida, seja qual curso for o seu! Dizem que as engenharias são as mais fudidas e que os cursos de humanas são os mais tranquilos (entenda-se direito). Pra mim não tem dessa, cada um tem aptidão pra uma coisa diferente, como por exemplo eu que já constatei por diversas vezes não ter muita afinidade com os cálculos matemáticos, porém, no entanto, todavia, entretanto, me considero sabedor das lições de Peter Drucker e áreas afins.

A vida é assim, as coisas passam, vivemos momentos inesquecíveis, conhecemos pessoas inesquecíveis, construimos amizades, relacionamentos, uma vida inteira nesse período que se vive com tanta emoção e intensidade. E como diria o cantor Roberto Carlos, "se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi".


Obs.: o título desse post "Aproveite agora que em janeiro eu vou embora" foi escolhido como o nome da minha turma de formandos (janeiro 2008). O nome original foi vetado pela reitoria da universidade pois fazia uma menção nada honrosa ao nosso "digníssimo" reitor: "Tô cagando e andando, Sedyama eu tô formando".

Dr. Spock

4 comentários:

Ju Ogata 30 janeiro, 2008 19:35  

É .. a vida é assim, as coisas passam .. e não voltam mais!

Parabens pela formatura!

E adorei o antigo nome da turma, pena que não pode continuar!

Beijão

http://juogata.blogspot.com/

Ana Raquel 30 janeiro, 2008 19:37  

Parabéns por sua formatura!!!
Eu tmbm estou pertinho da minha e já estou sentindo um alívio e uma saudade muito grande!!!!
bjks!!!!

Ronaldinho 30 janeiro, 2008 19:45  

parabens pela sua formatura e pelo layout de seu blog

Flash House Blog 30 janeiro, 2008 20:01  

É isso aí cara !! o futuro lhe pertence agora
parabens pela formatura , algo que posso lhe garantir que faz muita diferença na vida ( falo com a experiancia de quem não se formou ) .
Abraços e sucesso

Postar um comentário


Aqui o espaço é seu, diga o que quiser: elogie, xingue, fale palavrão e o caralho a 4... Sinta-se à vontade!

Mas ATENÇÃO: faça o possível para não comentar como ANÔNIMO!!!

Obs.: Se estiver a fim de falar alguma merda pra me ofender ou tentar me denegrir, pelo menos não comente como anônimo e deixe no mínimo um e-mail para contato. Aguarde, que eu te respondo.

Links Recebidos

Úlimos Leitores

  © Blogger template 'Perfection' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP